Criação de E-books e Materiais Ricos

Os e-books são um formato de conteúdo e, embora seu nome tenha “book”, a forma que ele é editado se parece bem mais com uma revista. É um formato muito utilizado para conversão do visitante em lead, ele é talvez o mais famoso dos chamados Materiais Ricos.

Materiais Ricos, são todos os conteúdos ou materiais utilizados para que o visitante de um site ou um blog faça um cadastro com o interesse de fazer uso do material.
Portanto, e-book ou materiais ricos são utilizados como iscas para obtermos os dados de cadastro do futuro possível cliente e, assim, conseguirmos lhes direcionar conteúdos relevantes para sua área de atuação.

E-boooks

Como Fazemos Nossos E-books e Materiais Ricos?

Aqui na Platz produzimos e-books e materiais ricos em nossos projetos de Inbound Marketing, com o objetivo de converter os leads para iniciarmos um relacionamento. O processo de criação é feito da seguinte forma:

  • Objetivo do material rico (sempre focado na persona);
  • Pesquisa de conteúdo;
  • Criação de capítulos;
  • Produção do conteúdo;
  • Revisão do conteúdo;
  • Diagramação do material (de acordo com a identidade da marca);
  • Aprovação do material (pelo cliente);
  • Criação de Landing Pages para conversão do ebook.

O conteúdo no marketing digital

Existem muitas diferenças entre o marketing digital e o marketing tradicional. No entanto, dentre todas elas, uma se destaca: o envolvimento com o consumidor.

Isso porque, no marketing digital, a abordagem é, geralmente, muito mais sutil. Por outro lado, o marketing tradicional tem o costume de ser interruptivo, como acontece nos comerciais de rádio e TV por exemplo, onde os anúncios interrompem a programação.

A criação de conteúdo no marketing digital busca atrair o consumidor, criar vínculos com ele e faze-lo passar por uma série de etapas até chegar no momento de comprar.

Marketing de conteúdo

Estratégia fundamental do marketing digital, o marketing de conteúdo está, justamente, ligado à criação de conteúdo.

Seus objetivos podem ser vários, como gerar autoridade de marca ou construir um posicionamento, por exemplo.

O interessante é que, nem sempre, o marketing de conteúdo faz referência ao produto ou serviço vendido pelas empresas.

Em algumas etapas do processo o foco é tirar dúvidas, informar; para, antes de apresentar uma solução, demonstrar ao consumidor que ele tem uma “dor”.

Em sequência, depois de evidenciar essa dor, o processo vai se afunilando, e então as soluções começam a ser apresentadas.

Dessa forma o consumidor percorre um caminho natural e de forma arbitrária, tendo acesso a conteúdos e trocando informações valiosas por conhecimento.

Siga-nos nas redes sociais: Facebook, Instagram e LinkedIn!