Compras online: entenda a história e a mudança do comportamento de consumo

  • Platz
  • Sem categoria
  • Compras online: entenda a história e a mudança do comportamento de consumo
compras online

Compras online: veja como a transformação digital mudou a maneira como compramos

Sem dúvidas, tecnologia e comportamento andam de mãos dadas. Aliás, muitas atitudes e ações que vemos atualmente foram em algum momento influenciadas pela transformação digital. O poder desta influência, inclusive, mudou até mesmo a maneira de adquirir produtos, pois as compras online já não são uma tendência, mas sim uma necessidade do mercado.

Por isso, hoje queremos falar sobre o assunto e explicar como a maneira de comprar mudou e vem se desenvolvendo com auxílio da internet e das diversas mídias digitais.

Os primeiros comércios 

De fato, não há como precisar exatamente quando e onde a atividade comercial começou. No entanto, pode-se dizer que ela é muito antiga e foi iniciada através do processo de trocas de produtos entre as civilizações que se desenvolviam na antiguidade.

Depois que isso aconteceu, surgiram as moedas como referência de valor e tudo começou a se desenvolver de forma rápida, gerando o acúmulo de riqueza para grandes comércios, como vemos até hoje.

Antes e depois da internet

Em um passado considerado próximo, todas as compras eram feitas apenas pessoalmente. Aliás, é importante destacar que as lojas ganharam formatos semelhantes com os atuais por volta de 200 anos atrás. Antes disso, os comércios eram como padarias e armazéns simples e rústicos.

De acordo com relatos históricos, a primeira loja de departamentos foi criada em Paris e sua criação foi o primeiro passo para a expansão do comércio, que a partir daí passou a ter grandes empreendimentos como os tradicionais shoppings.

Mas aos poucos a tecnologia foi entrando neste segmento e invadindo suas principais tarefas. Ou seja, se antes as empresas decidiam como e onde vender, hoje os consumidores possuem mais voz e poder de decisão.

Antes, por exemplo, se alguém desejava comprar uma roupa, ia até as lojas de sua preferência, analisava as opções e pesquisava as peças. Porém, a internet oferece uma infinidade de possibilidades sem ao menos sair de casa.

Com isso, o consumidor, que hoje pesquisa muito mais, pode encontrar exatamente o produto que estava esperando e encontrar as melhores condições de pagamento sem precisar ir até o local. Além disso, o produto chega no endereço solicitado com agilidade e pode ser pago também de maneira online.

Desse modo, agora as marcas dependem muito mais da satisfação dos clientes. Pois precisam que sua boa reputação seja divulgada através de meios que podem alcançar exatamente o público que desejam atingir.

Mudança de comportamento

A verdade é que o comportamento de consumo mudou e as pessoas compram cada vez mais através de plataformas e lojas virtuais. Seja por praticidade, conforto ou diversidade, não há como negar que as compras online são cada vez mais comuns.

No entanto, não foi apenas o consumidor que mudou. O comércio também evoluiu. Com os clientes pesquisando cada vez mais antes de comprar, os comerciantes precisaram agir.

Por isso, hoje buscam integrar cada vez mais seus processos tecnológicos para marcarem presença nas redes sociais e sites que seus consumidores acessam. Portanto, as lojas procuram ter plataformas e diferenciais cada vez mais ágeis para que os visitantes comprem seus produtos sem precisar conhecer outros.

As campanhas, que antes eram feitas em jornais impresso e revistas, também estão diferentes. Os displays ganharam espaço e assim como os posts impulsionados contam com informações cada vez mais diretas e chamativas.

Mas por outro lado, todo esforço vale a pena, pois as compras online possibilitam um relacionamento mais prático com os clientes. Assim, através das redes sociais e de respostas rápidas, as empresas conseguem ter ainda mais oportunidades.

compras online

Novos meios de vendas

Conforme citamos ao longo do texto, a internet abriu novas possibilidades para as empresas. Com isso, as compras online conseguem ter proporções muito mais elevadas em relação ao consumo presencial. Mas é preciso atenção, pois as ações negativas também podem ter efeitos ainda maiores.

Além dos e-commerces e da venda através de plataformas de pedidos, as redes sociais tem grande força nas vendas atuais. Aliás, já é possível vender através de mídias como Facebook e Instagram, que estão entre as preferidas dos brasileiros.

Inegavelmente, os novos canais de comunicação trazem muitos benefícios, pois aproximam consumidor e marca e divulgam produtos e serviços até mesmo em tempo real. Do mesmo modo, ajudam a entender o comportamento dos clientes, através de suas interações e dados disponíveis na rede.

Além disso, é possível ainda contar com os defensores da empresa, que são os clientes satisfeitos que expressam toda a sua admiração com os produtos e ajudam a aumentar o alcance das páginas.

Vantagens das compras online

Sem dúvidas, as compras online oferecem inúmeras vantagens tanto para os clientes quando para as empresas. Mas entre as principais podemos destacar:

  • Atendimento ágil e personalizado;
  • Segmentação do público;
  • Alto nível de informações dos produtos e serviços;
  • Disseminação de promoções e novidades;
  • Facilidade de pagamento e cupons de desconto;
  • Conforto e comodidade para comprar e receber mercadorias.

A curiosa história dos e-commerces

Os comércios eletrônicos são lojas em plataformas que podem ser acessadas por computadores, tablets e celulares e hoje estão entre as melhores oportunidades para as empresas aumentarem suas vendas.

Aliás, em períodos de crise, como a do coronavírus, é preciso ter uma alternativa para não parar de vender. Este ano está nos provando o quanto ter um comércio deste segmento é importante.

Mas você sabe como tudo isso começou?

A origem supostamente vem dos anos 70, quando alunos da universidade de Stanford utilizaram a ARPANET, antecessora da internet, para vender maconha entre si.

No entanto, a primeira demonstração real de um mecanismo de compra e venda aconteceu em 1979, quando o empreendedor de TI Michael Aldrich apresentou um projeto de compras online, chamado Videotex.

Depois que o lançamento foi feito, o primeiro sistema foi instalado e utilizado pela empresa do ramo de turismo Thomson Holidays UK.  Porém, a primeira compra realizada diretamente de casa aconteceu em 1984 e o primeiro website da empresa foi lançado apenas em 1995. Ou seja naquela época os dois elementos não eram tão ligados como hoje em dia.

Estrutura

A estrutura de um e-commerce conta com a exposição de produtos, venda, pagamento e entrega dos itens. Mas no meio de tudo isso existem processos de marketing, atendimento, logística e pós-vendas.

Existem lojas eletrônicas que vendem para o consumidor final, para empresas ou até mesmo os famosos Marketplaces, que são uma espécie de shopping virtual.

compras online

Benefícios

De acordo com uma pesquisa recente realizada pela Global Online Consumer Report, para os consumidores os principais benefícios de comprar através de e-commerces são a possibilidade de compra em qualquer horário, a comparação de preços e a chance de economizar.

O que as pesquisas dizem?

Sem dúvidas, os e-commerces são uma fonte poderosa de vendas e compras online. Segundo estudos do segmento, em 2019 eles representaram 14% das vendas de varejo no mundo.

Na Black Friday 2019, por exemplo, movimentaram mais de R$ 3,87 bilhões apenas no Brasil, que teve crescimento de 18% no faturamento dos comércios eletrônicos no ano passado.

As lojas do futuro

Após tanto desenvolvimento, é possível esperar por mais. Nos próximos anos, as compras online devem ter ainda mais força. Por isso, as lojas terão sites cada vez mais responsivos para atender os clientes que desejam comprar tanto do computador quando de um celular.  Além disso, os dados devem ser mais importantes para determinar ações e mudanças positivas. Por fim, a inteligência artificial vai estar cada vez mais presente, por meio de atendentes virtuais e chats ágeis e eficientes.

Gostou de saber um pouco mais sobre a história do e-commerce e as mudanças causadas por conta das compras online? Compartilhe a nossa matéria nas redes sociais para que mais pessoas fiquem por dentro do assunto.

Continue de olho em nosso blog, pois na próxima matéria da nossa série sobre transformação digital falaremos sobre blockchain e seu impacto em um futuro próximo.

6 comentários

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *